16/12/2009

Já são muitos dias a acordar antes das 8

.
Eu não sei se isto acontece com mais alguém:
.
Há aquela fase em que se está mesmo já quase, quase, quase a dormir mas parte do cérebro ainda está acordado. Uma parte muito pequenina e que não podemos controlar porque o resto já está a dormir.
.
Já me aconteceu várias vezes estar ao telefone com o D. na cama e sentir-me a adormecer mas falar ao mesmo tempo. Passado uns segundos desperto e ouço ele a tentar perceber o que eu acabei de dizer. É sempre coisas sem sentido e completamente descontextualizadas.
.
Hoje tive uma aula de 2 horas. Depois de almoço, numa sala bem quentinha quando lá fora deviam estar os seus zero graus e com uma professora que falava, falava, falava mas a um ritmo alucinantemente lento. O resultado destas combinações todas foi isto escrito nos meus apontamentos : " Nos primeiros tempos nas crianças não há grande contacto com a mulher microrganismos porque fui a Paris" . Tcharaaaaaan!
.
Isto foi apenas um pequeno efeito por eu dever umas horas à cama comparado com o facto de, de manhã, ter passado duas horas numa aula que não era a que eu devia estar a assistir e só começar a desconfiar lá para o fim.
.

6 comentários:

Rosie disse...

loooool ficou uma frase e pêras!! ;)

Cat disse...

Querida, acontece-me exactamente o mesmo. É normal, penso eu. Fico num estado de transe, entre o cá e o lá e só saem disparates. Acontece-me muita x ao telefone quando o meu namorado me telefona e eu já estou na cama, a morrer de sono.. acabo por adormecer e dizer coisas tipo a que disseste :P

made in ♥ love disse...

ahahahahahah :)

isso as vezes acontece ...


Beijinho
Eduarda

Odalisca disse...

loooooool saiu-te muito bem... :P

Olha a mim tb me acontece isso Às vezes, já me chegou acontecer terem me telefonado e eu a dormir atender falar e tal e no outro dia não me lembrar... lol

:P Beijoka

Cat disse...

Ahah, tiraste as letras, boa! :D

Espero que agora não apareça aqui um spam do género "enlarge your penis"! :P

Formiguita Bipolar disse...

Também "nos" acontece. Ora nós, como pessoas práticas que somos, combinámos que sempre que um começar a falar e a dormir, o outro despede-se e desliga. E resulta!

(Agora nas aulas, não, nunca me aconteceu. Por outro lado posso jurar que já saí do meu corpo enquanto dava aulas: peço a um aluno para responder a uma questão, desligo durante 5 segundos e repito e pedido, para ouvir: mas eu já respondi. E memória disso, nenhuma.)

: )